Uol Esporte | 15/08/2016 Com show de Sheilla, Brasil bate Rússia e enfrentará a China nas quartas
Sheilla aparece para o jogo e decide segundo set. Imagem: REUTERS/Yves Herman

POR LEANDRO CARNEIRO / UOL

O Brasil segue 100% no vôlei feminino na Rio-2016. Neste domingo (14), a equipe de José Roberto Guimarães conseguiu mais uma vitória por 3 sets a 0 (25/23, 25/20 e 25/21), dessa vez para a Rússia, e garantiu a primeira colocação do Grupo A e enfrentará a China nas quartas de final.

O destaque da partida foi Sheilla. Aparecendo para decidir a partir do segundo set, a oposta terminou a partida com 14 pontos conquistados, a maior pontuadora do time brasileiro – pelo lado da Rússia, Nataliya Goncharova anotou 16 pontos. Durante o último set, o nome de Sheilla foi gritado pelo público presente no Maracanãzinho.

“Meu desafio é tentar ganhar o terceiro ouro olímpico e dentro de casa, que é a coisa mais gostosa do mundo. A gente está dando passos a caminho do tri olímpico, mas ainda falta muito”, afirmou Sheilla, ao “Sportv”. 

O duelo contra as russas contou com duas novidades no time de José Roberto Guimarães. Recuperada de uma lesão na panturrilha esquerda, a meio-de-rede Thaísa fez sua primeira partida como titular na Rio-2016. Reserva por opção técnica, Jaqueline também teve algo inédito no evento: iniciou pela primeira vez um set como titular, o terceiro.

"A gente vem evoluindo a cada jogo. A nossa equipe começou com equipes inferiores à nossa, mas estamos crescendo a cada jogo. É muito importante aproveitar essas oportunidades. Quem está no banco, está entrando e fazendo seu trabalho muito bem feito", afirmou Jaqueline, ao "Sportv".

A partida contra a China acontecerá na terça-feira (16), às 22h15 (de Brasília). Já a Rússia, segunda colocada na chave, enfrentará a Sérvia - o confronto foi definido em sorteio realizado depois do jogo.

Fê Garay mostra o caminho no primeiro set

 

REUTERS/Yves Herman
imagem: REUTERS/Yves Herman

 

Um equilibrado primeiro set teve em Fê Garay o caminho para a vitória brasileira. Atleta do Dínamo Moscou, da Rússia, a ponteira parecia saber como derrotar a seleção do país em que atua. Com seis pontos, ela conduziu o Brasil a superar a ótima atuação de Nataliya Goncharova – a russa terminou o primeiro set com sete pontos anotados – e fechar em 25 a 23.

No segundo set, o bloqueio brasileiro começou a funcionar, dando trabalho para as russas. Ao mesmo tempo, Sheilla iniciava o que seria um de seus melhores jogos na Rio-2016 até o momento. Bem na movimentação de passe, a oposta se mostrava efetiva também no ataque, encerrando a segunda parcial já como a maior pontuadora do Brasil na partida: 9 pontos. O bom desempenho fez com que a seleção fechasse a segunda parcial em 25 a 20.

Brasil domina o último set

Em mais uma parcial dominada por Sheilla, o Brasil teve no terceiro set o mais tranquilo de sua partida. Ao abrir seis pontos de vantagem na metade da parcial, o time de José Roberto Guimarães se manteve tranquilo no placar até 22 a 14. Nesse momento, no entanto, a Rússia ameaçou uma recuperação e diminuiu a vantagem para apenas dois pontos. No fim, o Brasil conseguiu fechar em 25 a 21. Destaque mais uma vez, Sheilla terminou com 14 pontos conquistados na parcial. Durante o set, o nome da oposta era gritado pelo público presente no Maracanãzinho.

Untitled Document

Siga-nos nas redes sociais: