Redação | 17/08/2016 Treinador de Luan Chagas, Gile Ribeiro espera guerra diante de Erick Silva
Gile Ribeiro é o mentor de Luan Chagas – Foto: Leonardo Fabri

POR LEONARDO FABRI / PORTAL DO VALE TUDO

Luan Chagas impressionou muita gente ao dar trabalho ao experiente Serginho Moraes em sua estreia no UFC mesmo tendo aceitado a luta com poucos dias de antecedência. Depois desse empate, ele volta ao octógono no dia 24 de setembro, no card de Brasília, novamente contra um velho conhecido da organização: Erick Silva. Em entrevista ao PVT, seu treinador, Gile Ribeiro, comentou o desafio.

“Vemos isso como prestígio. O Luan tem é um grande atleta e tem um ótimo perfil, mas, em contrapartida, temos que trabalhar muito para mostrar a que viemos. O caminho será o trabalho. Estamos nos dedicando a trabalhar forte e mostrar que com isso podemos chegar muito longe”, acredita o líder da equipe.

Gile Ribeiro tem consciência que a missão de Luan Chagas não é simples, assim como não foi contra Serginho Moraes. Para ele, o público pode esperar mais um grande duelo, mas, agora, sem chances desperdiçadas por Luan Chagas, que por pouco não estreou com nocaute no primeiro round.

“Acredito que a luta contra o Serginho foi muito boa, acho que no chão o Luan mostrou talento para defender ataques e também foi muito perigoso demonstrando o Jiu-Jitsu da escola, foi uma grande luta. Agora contra o Erick esperamos uma guerra, pois ele é um atleta versátil e muito experiente. Converso muito com meus atletas, não podemos desperdiçar oportunidades. Em lutas de alto nível às vezes temos apenas uma oportunidade, então toda a atenção é importante. Conversamos muito sobre isso com os atletas e em especial com o Luan. Acreditamos que estaremos melhores nesse sentido”, explica o treinador.

Antes de empatar na estreia, Luan Chagas jamais tinha deixado um duelo ir para as mãos dos juízes. Invicto desde 2013, ele possui um total de 14 vitória, um empate e apenas uma derrota. Dos seus triunfos, oito foram por finalização e 6 por nocaute, o que prova que suas lutas são empolgantes. Antes uma promessa dos meio-médios, agora Erick Silva necessita da vitória para não correr o risco de ser demitido. Vindo de duas derrotas consecutivas, ele possui um retrospecto de seis vitórias e seis derrotas na organização.

Untitled Document

Siga-nos nas redes sociais: