Redação | 05/12/2016 Brasileiro de Boxe terá quatro pugilistas de Mato Grosso do Sul Competição que reúne melhores atletas da modalidade no país inicia neste domingo
Valdeir treina diariamente em dois períodos; prata no Torneio Centro-Oeste, o peso-médio fará sua estréia na disputa nacional - Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

POR RAFAEL BUENO / CORREIO DO ESTADO

Após a suada vaga conquistada no Torneio Centro-Oeste, quatro pugilistas voltam ao ringue para mostrar a força do boxe sul-mato-grossense no 71º Campeonato Brasileiro, que começa amanhã em Salvador (BA). A competição dividida em dez categorias reúne os melhores atletas da modalidade no país. Todos com o único objetivo de chegar no sétimo dia do evento para a disputa do sonhado ouro.

Em sua terceira participação no nacional, o peso-pesado, Thiago Santos, acredita que agora chegou o momento de subir no lugar mais alto do pódio. "Não vejo outro resultado, já está na hora. Vou em busca do ouro. Todo o meu trabalho está sendo bem feito", diz o três-lagoense, medalhista de bronze em 2015.

Em sua melhor forma física, Thiago diz que se recuperou das dores nos ombros. O problema surgiu durante a disputa do Centro-Oeste, realizado na Capital, em outubro. Mesmo machucado, o pugilista garantiu o único ouro para MS.

O peso-médio Valdeir Célio estréia no torneio nacional adulto. Medalhistas de prata na etapa regional, o campo-grandense diz que agora não importa a cor da medalha. "Independente da colocação estou feliz por lutar com os melhores. Só a experiência vai valer muito a pena", afirma.

Valdeir sabe que tem pela frente atletas mais experientes. E, coloca os baianos como os oponentes mais difíceis de enfrentar. "Na minha categoria tem o Pedro Lima, primeiro colocado no ranking nacional", cita o boxeador, que promete encarar cada luta como uma final.

A equipe sul-matogrossense será dirigida pelo técnico Paulo Brito. "O "Centro-Oeste não foi fácil, conseguimos quatro vagas. São os quatro melhores do Estado e queremos colocá-los ao menos nas finais", espera.

Brito é pai e treinador também do boxeador Paulo Martins. O jovem pugilista volta à Bahia para defender o título conquistado em 2015, no peso meio-médio. "Ele está melhor. Tem mais noção do que fazer durante a luta dependendo do grau de dificuldade diante do adversário", analisa o pai.

O quarto integrante da delegação sul-mato-grossense será o peso-pena Luiz Vargas de Souza, que garantiu a classificação com o bronze no Centro-Oeste. Boliviano naturalizado brasileiro, ele divide a rotina entre Santa Cruz de La Sierra e a casa dos pais em Campo Grande.

Paralelamente ao Brasileiro adulto, haverá o Campeonato Brasileiro Masculino Juvenil 2016. A disputa terá dois sul-mato-grossenses: Luan Braga (peso-médio) e Felipe Sales (leve).

Untitled Document

Siga-nos nas redes sociais: