Redação | 28/06/2016 Blogger do UOL, Fabrício Lima dá dicas de esporte para a terceira idade Mexa-se na terceira idade com o esporte certo e garanta qualidade de vida
Fabrício Lima - Blogger do portal UOL

Envelhecer com saúde. Esse é uma das principais metas da terceira idade. E essa classe, a cada dia que passa, está em maior número e torna-se cada vez mais exigente em relação à qualidade de vida. Na esteira dos países desenvolvimentos, o Brasil caminha para se tornar um País de população majoritariamente idosa. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o grupo de 60 anos ou mais será maior que o grupo de crianças com até 14 anos em 2030, e em 2055, a participação de idosos na população total será maior que a de crianças e jovens com até 29 anos.

E quais são os fatores para que a parcela de idosos tenha aumentado de forma significativa no Brasil e em outros países? Um dos que tem contribuindo e muito é a prática de atividade física, que os ajuda a ser mais ativos e cheios de energia. Por isso, conversei com um especialista, o professor Márcio Soares, graduado em Educação Física e Pós-Graduado em Físiologia do Exercício e Gerontologia, voltada para a saúde do idoso, e hoje no Blog vou falar sobre o que deve ser levado em conta no momento do idoso escolher um esporte, os mais recomendados para as pessoas acima dos 60 anos e dar dicas para aumentar as potencialidades como atleta. Quero com esse post contribuir ainda mais com aqueles que já estão inseridos no meio esportivo e influenciar os idosos que ainda estão restritos ao dia a dia de cuidar dos netos, ficar embalando na cadeira e tomar remédios. Isso é coisa do passado!

O ideal é o idoso ter a supervisão de uma equipe multidisciplinar, que proporcionará maior segurança e controle dos aspectos dentro do contexto da terceira idade.

 

Antes de o idoso descobrir a atividade que mais lhe agrada é importante que ele consulte profissionais capacitados a prescrever o que deve ou não ser feito, para que assim os objetivos físicos sejam alcançados. “Antes do início do treinamento, é aconselhável ter uma autorização médica e realizar os exames necessários. O aspecto nutricional também é importante. O ideal é ter a supervisão de uma equipe multidisciplinar, que proporcionará maior segurança e controle dos aspectos dentro do contexto da terceira idade”, diz Márcio, ao citar também a importância da figura do profissional de Educação Física no dia a dia do geronto atleta, aquele que vai acompanhar o idoso em suas atividades e verificar se os movimentos realizados e a intensidade dos exercícios estão de acordo com sua capacidade.

A escolha do esporte

Dentre o universo de modalidades que a terceira idade pode optar, Márcio explica que é interessante o idoso analisar três pontos ao realizar a escolha:

- Qual a preferência por uma atividade?

-Qual a indicação do profissional?

-Quais são as suas limitações e objetivos?

“Os esportes para os idosos devem abranger o desenvolvimento da força, capacidade aeróbia, flexibilidade e equilíbrio. Algumas atividades são indicadas, como a musculação, caminhada, corrida, ciclismo indoor, treinamento funcional, natação e dança”, lista o professor, ao orientar que de um modo geral, a frequência da prática dos exercícios deve ser de três a cinco sessões semanais, variando entre 30 a 60 minutos. 

Dentre as atividades mais indicadas ao idoso está a dança, capaz de trabalhar a flexibilidade, melhora do condicionamento aeróbico e o aprimoramento da coordenação motora.

- Caminhada e Corrida

São exercícios bastante simples, considerados os mais práticos de inserir na rotina dos idosos e o mais eficientes para aqueles que chegam à terceira idade com um histórico de sedentarismo.

- Natação

Além de queimar calorias, a natação trabalha de forma intensa a parte aeróbica e fortalece os músculos. Protege também as articulações, ajudando no tratamento de doenças como artrite e osteoartrite. E o contato com a água provoca vasodilatação nas vias respiratórias, melhorando instantaneamente a respiração e diminuindo o problema da falta de ar, com que muitos idosos sofrem.

- Ciclismo

O Ciclismo trabalha a parte aeróbica, o equilíbrio e o fortalecimento dos músculos das coxas e da panturrilha. É importante garantir a segurança, andando de bicicleta sempre com equipamentos como capacete e luvas especiais.

-Dança

A dança é capaz de trabalhar e oferecer flexibilidade, melhora do condicionamento aeróbico, aprimoramento da coordenação motora e perda de peso, entre tantos outros.

A novidade do momento para os idosos é o treino funcional. Ainda pouco divulgado, ele  desenvolve as qualidades físicas e movimentos básicos do dia a dia.

-Musculação

O aumento da massa muscular é fundamental na melhora da capacidade muscular, no auxílio indireto da redução da gordura corpórea, no aumento da taxa metabólica basal.

- Treinamento Funcional

O treinamento funcional pode ser um verdadeiro parceiro dos idosos, pois visa desenvolver as qualidades físicas e movimentos básicos necessários no dia a dia, como força, resistência, equilíbrio, os atos de sentar e levantar, andar, correr, carregar, empurrar, puxar, etc

Principais benefícios

Os benefícios da atividade física para idosos são diversos, incluindo:

- Previne ou melhora doenças: hipertensão, derrames, varizes, obesidade, diabetes, osteoporose, câncer, ansiedade, depressão, problemas no coração e pulmões;

-Melhora da força muscular;

-Melhora dos movimentos dos braços, pernas e tronco;

-Reduz o consumo de remédios;

-Aumenta apetite;

-Reduz as dores;

-Melhora o  risco de lesões nos músculos;

-Melhora o  condicionamento físico geral;

-Reduz o risco de quedas.

Realizar uma atividade em conjunto motiva o idoso e ainda estimula a novas amizades. 

 

Dicas para obter resultados

Fazer um esporte que gosta torna tudo mais prazeroso e estimula o idoso a continuar. O que motiva também a prática é realizar uma atividade em conjunto, quando a pessoa tem a chance de fazer contatos e novas amizades. Além disso, é essencial que o horário dos exercícios seja levado em conta, para que a temperatura possa estar agradável e não prejudique o rendimento. Voltada para uma realidade de uma cidade quente como a nossa, nada debaixo do sol é indicado entre às 11h e 15h.

E não esqueça sempre de beber muita água, estar alimentado e usar roupas confortáveis. Tudo isso contribui para a excelência e bons resultados das atividades. Está preparado para ser o mais novo (a) atleta da família? Comunique os filhos, netinhos, vizinhos e depois me conte a sua experiência! Mexa-se!!!

Pratique esporte. Todo dia é dia! 

 

FICHA DO BLOGUEIRO

Fabrício Lima

Sou um multiatleta, pratico Triathlon, Jiu-Jitsu (faixa roxa terceiro grau), Capoeira (corda laranja), Judô (faixa marrom), Longboard e jogo Futebol. Todos os dias, de domingo a domingo, faço atividade física debaixo de sol ou chuva. Mas, há quase 20 anos, eu pesava 110 Kg e tinha vergonha de ir à academia. Entretanto, com muita dedicação consegui mudar de vida e quero contribuir para você transformar a sua também. Neste blog falo sobre esporte, qualidade de vida e bem estar, sempre contando boas histórias e passando dicas para estimular você a começar e continuar no projeto #EsporteeSaudepraSempre. E você que já é fã da prática esportiva, terá uma espécie de guia e um "ambiente" para trocar experiências. Está preparado? Então boa leitura, guerreiro (a)!

Untitled Document

Siga-nos nas redes sociais: